Coletivo de artistas-professores em dança que propõe a pesquisa e difusão do Contato Improvisação em Curitiba e Paraná. Composto por Yiuki Doi, Marina Scandolara, OberDan Piantino e Diogo Rezende. Promove: aulas regulares, JAMs, Improvisos, Vivências para público em geral e Workshops para grupos de Dança, Teatro e Performance.

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

ANA ALONSO (Floripa, SC)

AnaANA ALONSO (Floripa, SC) -Ensina Dança Contemporânea (1999 – 2009). Promove jams de Dança desde 2004. Foi bailarina e mentora do projeto Outra Dança de intervenções urbanas (2006). A partir de 2009 trabalha com Contato Improvisação nos projetos: Transformando pela Prática: Festival Internacional de CI na Natureza; Entrando em Contato: difusão, intercambio e promoção do CI em Fpolis e região sul do Brasil e  Improvisação em Contato: poéticas do corpo (UFSC). E participa de festivais como professora e bailarina como: Múltipla Dança (Fpolis, SC), Festival de CI Ilhabela (SP), Em Com Tato (Bahia), entre outros. Formada em DanceAbility, foi co produtora do Curso de Formação de Professores de DanceAbility em fev./ 2011. Mestre na Educação UFSC; com pesquisa sobre Contato Improvisação (2010 -2012). Desenvolve o projeto Dança para Todos: DanceAbilty (2011). É professora da área de Dança no DEART/UNICENTRO (2012-2014).

Sobre o coletivo PlanoB:
PLANOB originou-se em 2011, fruto de um grupo de estudos promovido em 2010 pelo projeto ENTRANDO EM CONTATO. É um coletivo de artistas, terapeutas, professores de dança e artes do corpo, que se interessa pela dança pessoal e pela improvisação em dança, tendo como eixo o Contato Improvisação . Tem se dedicado a organizar coletivamente suas ações, de forma a garantir que cada participante tenha a experiência do fazer artístico, ao passo em que elabora e organiza, baseando-se em relações horizontais e cooperativas.
Volta-se à pesquisa da rua e do cotidiano, na elaboração da improvisação. Recriar o cotidiano, percorrer paisagens e construir paisagens, compor sentidos e significações no corpo, na rua, na vida, nas relações sociais e na dança são questões que movem esse coletivo. Em geral, suas experimentações são proposições abertas a quem se interesse, por isso, há um processo de recriação da experiência para os integrantes e de criação de possibilidades culturais na cidade.
O coletivo participou de diversos eventos de formação e intercâmbio dentro e fora do país, como festivais e encontros em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Buenos Aires, Montevidéu e Paris.
Página do Facebook: https://www.facebook.com/pages/PlanoB-coletivo-de-experimentações-em-movimento/182492005147507?ref=tn_tnmn

Nenhum comentário:

Postar um comentário